Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

{ Caiu-me o queixo! }

Um professor titular de uma determinada escola, mandou um recado pelos alunos aos pais por causa dos exames de 4º ano que se aproximam: tomar Valdispert para acalmar os nervos.

 

Pergunto, há necessidade de crianças tão pequenas estarem a tomar seja o que for para acalmar os nervos para uma prova que é mais uma ideia mirabolante do ME e que, no fim das contas, não tem assim tanta importância? Não seria muito mais adequado relevar a importância do exame, fazer um trabalho de tranquilização com os alunos, explicando que o exame é apenas um teste igual aos outros e que ali devem apenas fazer o seu melhor para mostrar o que aprenderam?

 

Se com um exame de 4º ano os miúdos atacam no Valdispert, quando chegarem à faculdade e, aí sim, fizerem exames importantes que podem condicionar a sua vida  e terem um ataque de nervos legítimo, vão tomar o quê? Uma heroínazita ou cocaína?

 

Ha coisas completamente surreais, como é o caso desta situação. Acreditem que quem devia tomar trezentas caixas de Valdispert era este professor!

Como reagiriam se recebessem um "recado" destes?